domingo, 29 de novembro de 2009

Secretárias revelam os segredos em «Estou pelos Cabelos!»

No mínimo é um livro interessante para todos aqueles (especialmente aquelas) que são «secretárias» de profissão. Ainda assim, parece ser divertido e uma boa oportunidade para se conhecer os bastidores do mundo empresarial. Fica a sugestão.

«Estou pelos Cabelos!», de Katharina Münk - Editora Gestão Plus
«É verdade, chegou a hora de todas as revelações!
Nos últimos tempos, têm-se tornado bem conhecidos os excessos financeiros de alguns directores de empresa; mas ninguém conhece tão bem as suas histórias quanto as mulheres que reservam os seus hotéis e viagens, que justificam os seus atrasos, que inventam desculpas para as suas faltas, que compram presentes de anos para os seus colegas e para a sua família, que lhes vão buscar o cafezinho, que lhes lembram das obrigações, que lhes organizam as vidas… as suas incansáveis secretárias!
Hoje em dia, ser secretária tem pouco a ver com aquela figura de glamour e alguma inércia do passado; as assistentes de direcção de hoje são verdadeiros Blackberrys vivos, uma espécie de IPhone que nunca se desliga, especialistas em flexibilidade e polivalência, com um toque de criatividade à mistura.
Neste livro, best-seller em toda a Europa, Katharina Münk reúne algumas das histórias mais reveladoras, cómicas – e surpreendentes – do que fazem os directores… e o que fazem as suas fiéis secretárias para corrigir os seus erros! Um livro absolutamente imperdível para todos os habitantes de um escritório.
Ela é a mulher que sabe como funciona uma direcção. É ela que convive, entre dez a doze horas por dia, com as exigências, os caprichos, as manias e os humores dos directores de empresas. Mantêm sempre a cabeça fresca, mesmo nas crises mais dramáticas, e conhecem todos os pormenores das suas vidas.
São as mulheres por trás do homem. São a chefia por trás dos chefes. A maioria é muitíssimo discreta, e só aos colegas mais próximos é que confidencia os pequenos defeitos do seu superior. Mas Katharina Münk decidiu romper o véu do silêncio e revelar tudo aquilo que testemunhou, directa e indirectamente, ao longo da sua extensa carreira como assistente de direcção. Nunca mais vai olhar para um director com os mesmos olhos…»


2 comentários:

Bárbara disse...

Adorei a expressão "Blackberrys vivos" kkkk O livro deve ser bom!
Beijos!

JM disse...

Deve ser muito interessante mesmo! E divertido... fiquei muito curiosa =))
BJS*